Pós-Graduação em Simulação Computacional - ESSS

TESTEMUNHOS

Felipe Jean da Costa
Cientista de Tecnologias Espaciais - Instituto de Estudos Avançados (IEAv)

"O uso de ferramentas computacionais na área aeroespacial tem sido um importante aliado na predição de fenômenos físicos. O investimento em conhecimento em simulação computacional é indispensável para profissionais de engenharia que atuam em projeto multidisciplinar. Entretanto, parafraseando o nobre patrono da aeronáutica, Alberto Santos Dumont, as coisas são mais belas quando se tem a ampla visão do seu campo de trabalho, indicando, no contexto de uma simulação computacional, que o conhecimento dos métodos e teorias alocados dentro da caixa preta de um software permite uma completa e lúcida análise de resultados. Evidentemente, por questões comerciais não podemos obter o pleno conhecimento de como se dá o total funcionamento do software, mas os principais conceitos que garantem a confiabilidade do mesmo podem ser estudados.

No curso Análise Numérica Estrutural utilizando Método de Elementos Finitos da pós-graduação do Instituto ESSS, pude notar que o curso faz jus a menção de Santos Dumont, onde os conceitos fundamentais que norteiam uma análise estrutural, no que tange ao método de elementos finitos, são fatores principais abordados em aula, importando assim não só os conhecimentos práticos, mas também no âmbito teórico. Essa filosofia de formar um completo analista, e não apenas um piloto de software, me instigava a cada aula a imaginar cada etapa necessária para analisar a física envolvida no trabalho a mim designado no IEAv.

Não obstante, todo conhecimento adquirido foi de suma importância para a estruturação da estratégia de projeto, execução e interpretação dos resultados da análise estrutural do Veículo Hipersônico Aeroespacial 14-X. A aplicação do software no projeto estrutural do 14-X possibilitou a publicação de artigos científicos em congressos como Congresso Brasileiro de Aplicações de Vácuo na Indústria e na Ciência (XXXIII CBRAVIC, 2012) e 22st International Congress of Mechanical Engineering (COBEM, 2013).

O Veículo Hipersônico Aeroespacial 14-X é um demonstrador tecnológico dotado de duas tecnologias inovadoras, tecnologia waverider, onde a sustentação do veículo é proporcionada por uma onda de choque; e tecnologia scramjet, onde o sistema de propulsão hipersônica é aspirada, e baseada na combustão supersônica. A pesquisa e desenvolvimento do 14-X, em realização pelo Comando da Aeronáutica, visa um veículo para exploração aeroespacial, dotado de um motor scramjet capaz de voar em velocidade correspondente a número de Mach 10 (aprox. 3 Km/s)".